A nossa sede
Sicredi Dexis

Aqui na Sicredi Dexis você não é um cliente, é dono da cooperativa. Nosso maior propósito é transformar, junto com você, a realidade da nossa comunidade, seja levando conhecimento financeiro ou realizando sonhos!
Juntos transformamos positivamente a comunidade onde estamos inseridos, tornando-a mais próspera e cooperativa.

E os recursos da cooperativa são todos investidos na própria comunidade, promovendo inclusão, crescimento e fortalecimento. Em união nós fazemos a diferença na vida de muitas pessoas!

Projeto arquitetônico, assinado por Edson Yabiku
Conceito green building, grau máximo de sustentabilidade
Sistema de racionalização do uso da água.

Espaços
internos e
comunidade.

Além do cuidado com o meio ambiente, a nossa sede da cooperativa trará benefícios para a comunidade, que terá livre acesso a algumas dependências. Em praticamente todo o térreo haverá áreas comuns, onde ficará também um grande átrio em conjunto com um auditório com capacidade para até 400 pessoas. Também haverá escritórios de coworking, startups e cafeteria com acesso aos jardins.

No primeiro subsolo, a proposta é contribuir com a mobilidade urbana por meio de um bicicletário para que colaboradores e visitantes sejam incentivados a aderir à bicicleta como transporte alternativo, uma opção saudável e sustentável. O espaço terá capacidade para 71 bicicletas e contará com vestiário feminino e masculino, para que os usuários possam tomar banho ou trocar de roupa antes de cumprirem suas atividades.

Ver todos

Pioneiros

Reynaldo Costa
Reynaldo Costa

Reynaldo Costa (1935-2018) foi um designer gráfico e artista plástico que marcou a história de Maringá e, em especial, a do cooperativismo na cidade. Aos 18 anos, chegou à região, vindo de São Sebastião do Paraíso (MG) e aqui dedicou-se à criação gráfica. Desenvolveu dezenas de logomarcas importantes, como a da Universidade Estadual de Maringá (1976) e a da própria Credimar (1985) e, nos anos 1960, tece seu desenho ganhador do concurso que instituiu o brasão oficial do município de Maringá. Em 1976, passou a administrar a gráfica da Cocamar, produzindo, inclusive, várias peças de comunicação expostas na exposição “Semeadas – conexões na trajetória da Sicredi Dexis”, na sede da cooperativa.

O legado deixado por Reynaldo Costa é ainda mais importante considerando outra frente de seu trabalho: a de curador do acervo histórico da Cocamar, do qual era grande fomentador e entusiasta até o fim da sua vida.
Seus esforços foram significativos para a comunicação da cooperativa no seu início, além de permitir que possamos conhecer melhor de nossa história hoje. Cabe, assim, em forma de homenagem, batizarmos o estúdio de Nossa Sede com seu nome, para que possamos nos inspirar em sua atitude de promover a cooperativa com qualidade e autenticidade.

Mário Kruel Guimarães
Mário Kruel Guimarães

Mário Kruel Guimarães (1924-2011) foi um importante articulador e organizador do cooperativismo de crédito no Brasil. Junto às entidades estaduais e nacionais, Guimarães liderou a retomada do cooperativismo de crédito nos anos de 1980, movimento que proliferou a abertura de cooperativas em todo o sul do país e que mais tarde gerou a criação do sistema de crédito cooperativo, futuro Sicredi. Nós, a Sicredi Dexis, nascemos desse movimento.

Nascido em Santo Ângelo-RS, Mário Kruel Guimarães se formou contador e teve vasta experiência no mercado financeiro ao trabalhar em bancos, momento que conheceu o cooperativismo de crédito. Nesse período viveu em vários estados brasileiros, o que permitiu que tivesse uma rede de contatos importante com diversas entidades cooperativas. No seu estado de origem, foi vice-presidente da Federação das Cooperativas de Trigo e Soja no Rio grande do Sul (Fecotrigo) e, depois presidente da Cooperativa Central de Crédito no Rio Grande do Sul (Cocecrer), embrião do Sistema Sicredi.

É possível afirmar que as suas cartilhas e trabalhos técnicos foram a base do modelo de sistema de cooperativas de crédito que conhecemos hoje. Portante, nossa homenagem marca a sala do Conselho Fiscal com seu nome, para que possamos nos guiar na seriedade e no conhecimento de Mário Kruel Guimarães com o cooperativismo de crédito.

Constâncio Pereira Dias
Constâncio Pereira Dias

Constâncio Pereira Dias (-1999) foi um dos idealizadores, fundadores e o primeiro presidente da Credimar – Cooperativa de Crédito de Maringá, atual Sicredi Dexis.

Natural de Guaranésia (MG), Constâncio presidia a Cocamar – Cooperativa dos Cafeicultores de Maringá quando a cooperativa de crédito foi criada para atender exclusivamente ao produtor rural. Sua gestão foi marcada por expansões da Cocamar em novos negócios, com o aumento de unidades de atendimento e a criação de diversas cooperativas que solidificassem o movimento cooperativista da região. Entre elas nasceu a Credimar, que inicialmente esteve junta à sua cooperativa criadora, mas que depois conquistou independência e se tornou uma das maiores cooperativas de crédito do Brasil, nós, a Sicredi Dexis.

Com seu comando, junto ao apoio dos demais colegas e funcionários, Constâncio Pereira Dias possibilitou que existíssemos hoje. Assim, a sala do nosso conselho de Administração o homenageia com seu nome, para que as novas decisões sejam tomadas com lembrança à sua atitude.

Constantino da Silva Júnior
Constantino da Silva Júnior

Constantino da Silva Júnior (1955-1999) foi o diretor responsável pela expansão da cooperativa em São Paulo e pela criação da nova sede da Sicredi Dexis, inaugurada em 2023. Iniciou sua carreira na cooperativa como Gerente de Unidade de Atendimento, cargo que ficou durante mais de 10 anos, atuando em Paranavaí (PR) e depois em Cianorte (PR). Sua gestão foi marcada pela criação de várias agências na região Noroeste. Em 2011 se tornou gerente regional do Noroeste e, em 2012, foi eleito Diretor de Negócios, quando contribuiu grandemente com a expansão da cooperativa no estado de São Paulo ao cuidar das aberturas de unidades e da estruturação de novos equipes. Quando o sonho da nova sede se tornou realidade, Constantino foi responsável pelo empreendimento desde sua origem, sempre junto ao presidente, Wellington Ferreira.

Constantino faleceu em 2021, em decorrência de complicações da COVID-19. O seu sorriso, carisma e bom humor ficaram em nossas memórias, assim como o exemplo de sua entrega pessoal à cooperativa.

O nosso auditório tem seu nome para não esquecermos do seu legado e para que cada apresentação aqui feita carregue um pouco de sua alegria.

Obras de arte

Eloisa Lobo

Eloisa Lobo é artista plástica e foi responsável pela criação da obra de 30 metros quadrados que fica no lounge da nova sede. Valendo-se do formato horizontal, ela cria um desenho igualitário, evidenciando que ninguém está acima de ninguém . Para traduzir a palavra cooperar em símbolos, a artista trouxe danças, conexões, toque de mão dando uma conotação de continuidade, evolução e liberdade. O azul entra como um elemento de ligação representando a água em meio à abstração e o real.

Paolo Ridolfi

Paolo Ridolfi é um artista plástico de Maringá que faz questão de levar o nome da cidade por todos os lugares que passa.

A inspiração para a obra feita especialmente para a nova sede veio do desejo de estabelecer uma relação afetiva entre o prédio e as pessoas que passam por ele, sejam colaboradores ou munícipes.

Com o nome “Seiva”, Paolo descreveu o projeto como uma lembrança da natureza da vida em transformação, movimento.

Nerau